A chuva castiga a Madeira

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Nestes últimos anos estamos presenciando as consequências da forte devastação que o homem está a causar contra a natureza.

Ultimamente estou acompanhando nos telejornais brasileiros a devastação das chuvas: os deslizamentos de terra em Angra dos Reis (RJ), as inundações que fazem as pessoas perderem tudo em várias cidades do Brasil, o caos instaurado em São Paulo que durante dias faz parar uma cidade de 10 milhões de habitantes e o número já incalculável de mortos e feridos.

Mas ontem o terror também chegou ao território português. O país simplesmente parou em frente às televisões para acompanhar imagens que chegavam da Madeira, arquipélago situado no Oceano Atlântico. Uma forte chuva simplesmente está a castigar a ilha.

As imagens enviadas directamente do Funchal, capital da Madeira, mostram a força de uma água extremamente suja que arrasta tudo o que encontra pela frente e que causa medo e pânico só de olhar:



A primeira vez que assisti o vídeo só conseguia me perguntar “de onde vem tanta água?” e fiquei impressionado com a força que aquela corrente ganhava a medida que descia em direcção ao mar.

Os serviços de comunicações da Madeira foram afectados. Nossa colega de faculdade, Marta Aguiar, que estuda em Lisboa mas que é de Funchal, em meio à tudo que se via na TV, não conseguia contactar nem familiares e nem amigos da ilha. O desespero ontem foi sentido por todos nós, que também estávamos angustiados com esta situação.

O governo regional já divulgou um balanço prévio de 40 mortos e mais de 70 feridos. No entanto, estes números podem aumentar tendo em vista que existem muitas pessoas desaparecidas e as buscas ainda agora começaram.

Hoje pela manhã a chuva deu uma trégua e começamos a receber imagens que mostram o tamanho da destruição: [Clique na imagem para ampliá-la]


Créditos da imagem: http://apontame-ntos.blogspot.com/

Agora é unir esforços para ajudar a reconstruir às cidades afectadas e torcer para que situações como estas não voltem a acontecer.

4 COMEN TÁRIOS:

Marta disse...

AAIIII A MINHA ILHAAAAA :(
O pânico ontem foi mesmo muito.. ligar a televisão e ver estas imagens, ver os sítios que moramos e frequentamos todos os dias a serem destruídos desta forma, e tentar ligar para familiares e amigos e não conseguir foi mesmo uma sensação horrível que não desejo a ninguém. o facto de o numero de mortos e desaparecidos estarem a aumentar consideravelmente tambem nao ajudavam a manter a calma. Felizmente consegui contactar com os meus pais, que estão bem e alguns amigos também,apesar de outros terem sofrido com este temporal.
Ainda não consegui sair da frente da televisão,apesar das imagens serem quase sempre repetidas. Mas o medo e a tristeza são cada vez maiores. O número de mortes já está em 42, e ainda existem sitios isolados.
Só espero que tudo volte à normalidade o mais rápido possível e agora tudo quanto é noticia é importante para vermos o que vai acontecer/aconteceu..
Nettinho, obrigada por divulgares isto! toda a ajuda épouca mas vale todo o esforço e empenho! Obrigada mesmo, pelo apoio e por tudo :)

beijo grande

Tiago disse...

E tem gente que fala ainda que as mudanças climaticas nao têm relação com a interferencia do homem.
É sempre dificil enfrentar uma tragedia dessas, ainda mais quando se tem parentes em risco.
Desejo toda a sorte do mundo pra vocês.
Abração

André Estrela disse...

Antes demais as minhas sinceras condolências aos demais afectados por todas estas condicionantes da chuva.

De facto foi algo devastador. Nunca se viu igual. Sou natural dos Açores e sei também que, na minha ilha, á uns anos valentes aconteceu algo semelhante, com a mesma situação drástica que nós todos vimos.

Um grande pote de força para todos os afectados. Boa sorte!

SAULO PRADO disse...

Olá sou seu conterraneo aqui de Jataí-Go, gostei de seu Blog, já estou te seguindo...