Vergonha!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Os brasileiros que vivem em Portugal sabem muito bem que o excesso dos “brasucas” por aqui muitas vezes é visto com estranheza pelos portugueses e, consequentemente, geram estereótipos e preconceitos.

Apesar de eu ter um círculo de amigos portugueses enorme e de me sentir super bem aceito e familiarizado em Portugal é natural ver pessoas a “torcer o nariz” quando ouvem alguém a falar com o sotaque brasileiro.

Não tiro a razão de alguns portugueses que já tiveram problemas com os brasileiros no que toca desde a violência até a prostituição, mas sabe-se bem que em um povo – qualquer que seja – há sempre os bons e os que não valem nada.

Hoje fiquei especialmente triste ao ver a capa da revista “Focus” desta semana. Uma revista de grande circulação em Portugal e que se deu ao trabalho de fazer uma reportagem de capa tão baixa e de pouco conteúdo!


“O Segredo da Mulher Brasileira:

2216 casamentos com portugueses só em 2009.

Os 10 mandamentos que usam para seduzir os homens”

Pensei em mil e uma coisas para dizer, extravasar aqui a minha irritação ao ver esta capa e xingar umas quantos “jornalistas” que não pensam em pessoas que, assim como eu, têm cá família, amigas e mãe, mas não! Optei por copiar na íntegra o comentário do brasileiro Gustavo Jaime através do Facebook sobre a referida capa da revista:

“Lá vamos nós em mais uma polémica. Vou carregar os argumentos, vestir-me de calma, esvaziar qualquer intolerância e... quer saber, nem vou dar liga a essas coisas. As pessoas que, infelizmente, alimentam o preconceito com base nesses estereótipos levianos são tão ínfimas e ridículas que merecem um ponto final.”

Nada a acrescentar!

10 COMEN TÁRIOS:

Anônimo disse...

Concordo plenamente contigo! Um absurdo! Vamos alimentar os estereótipos entao: a mulher portuguesa tem bigode!
Vi um livro num supermercado com um título mais ou menos assim: "os segredos da mulher brasileira", relacionado com o sexo.
Realmente lamentável! Uma pena as editoras portuguesas alimentarem preconceitos e fomentar uma imagem completamente errada da mulher brasileira. Eu, como a maioria, nao temos nada a ver com esse "tipo" de mulher que querem vender.
Abraços!

Fernanda
www.ultimaflordolacio.wordpress.com

Sidnei disse...

Com essa capa os editores idiotas querem apenas vender mais revistas... pelo visual e não pelo conteúdo. Pobreza editorial. E lá se vai mais uma grande chance de fazer bom jornalismo. Uma lástima.

Anônimo disse...

Fico muito triste com isso.Particularmente por ter sofrido isso na pele. Claro que existem realmente brasileiros que vão para Portugal para fazer coisas que não lícitas (vamos dizer assim) mas, nunca se pode generalizar!
Pena que eles pensam assim de nós!Continuamos sendo o povo mais caloroso e maravilhoso do mundo :) Chora portugueses! kkkkkkkkk

Hugo Oliveira disse...

O exposto na capa da referida revista eu vejo quase todo dia na tv e revistas brasileira! e não tem nenhuma repercução, pq uma publicação dessa aqui no brasil não causa espanto e lá fora sim?

as mulheres (algumas) aqui no brasil adoram passar essa imagem! e aliando isso com a finalidade da mesma no exterior forma esse conceito negativo, o qual foi alimentado por elas!

ou seja, aqui no brasil uma publicação dessa não iria causar nenhum problema, agora pq é no exteirior elas são imbuídas de ética e respeito?
:)

Priscila_Sodre disse...

Essa história de que aqui no Brasil isso não causa nenhum espanto é bobagem. Causa SIM muita revolta em mim, aliás, as ridículas propagandas de cerveja no Brasil me fazem sentir muito mal. Ah, e pra quem comentou que no Brasil ta cheio de mulher assim, puta tem em qualquer lugar do mundo, tah? SE já foi, infelizmente, naturalizado essa idéia de que brasileira é bunda e sexo eu REALMENTE LAMENTO. Está no imaginário mundial. Aliás, existe um mercado por trás disso, e se entra grana, quem é que vai querer acabar com isso? Agora atenção: odeio que isso aconteça aqui no Brasil ("Ta cheio de porco- chauvinista"), e odeio mais ainda que esse povinho europeu, que à propósito estuprou as índias bem lá no início (que polidos que eles são, hein?), falem desse jeito de nós - generalizando. Será que somos nós que somos assim, OU ELES nos enxergam assim? Ah tah...o problema então não é só de um lado. Eu estou com vontade de falar um baita de um palavrão aqui, mas pra não me alinhar ao mesmo patamar da revista eu irei me conter.
Saúde a todos.

Laura e Francis disse...

Infelizmente é essa a imagem que algumas passam e que é generalizada... Mas assim como o Gustavo (do seu post) essas pessoas se é que posso chamá-las assim, merecem um ponto final.
Estou indo daqui duas semanas para estudar aí e espero, realmente, encontrar pessoas legais como as que eu já conheço, ou também vou generalizar, todo português é burro, chato, grosso...

Lusitana disse...

Sou portuguesa e descobri este blogue ontem!:) Parece-me mt interessante...em relação ao q aqui se discute,confesso q ainda nem sequer tinha visto essa revista à venda.Compreendo q os brasileiros não gostem de se ver retratados desta (básica) maneira, mas a verdade é que a maioria dos brasileiros tb vê os portugueses como homens (e mulheres) de bigode, todos vestidos de preto, a cheirar a bacalhau, burros, mal-educados...ninguém gosta de se ver tão mal (e injustamente) retratado, não é?O melhor mesmo é deixarmo-nos de preconceitos e estereótipos e tentarmos conhecer melhor os dois povos e países!

Lusitana disse...

Só para acrescentar uma coisinha ao meu comentário anterior...como referi,não vi a revista nem li o seu conteúdo,mas recentemente vi à venda um livro escrito por uma brasileira (pesquisando na net,descubro q se chama Nelma Penteado) com o título "Os Segredos das Mulheres Brasileiras" e uma foto de capa mt semelhante à da revista.Será que o artigo da revista não terá sido baseado neste livro???

Antônio de Freitas Netto disse...

Olá Lusitana, primeiramente agradeço a sua visita no meu blog e por ter se dado ao trabalho de comentar e participar desta pequena discussão que se criou!
Gostava apenas de esclarecer a todos deste tópico que meu intuito aqui jamais foi ofender o povo português ou fingir que não existem mulheres que têm o corpo como objecto. Apenas quis mostrar a minha indignação aos preconceitos e rótulos que existem quanto às mulheres brasileiras, pq tenho certeza que as brasileiras que aqui estão a escrever nem de longe se enquadram neste rótulo, assim como os portugueses tb não se enquadram nas "características" listadas pela Lusitana.

Quero, portanto, deixar claro que atitudes de um grupo não podem definir um todo e a rotulação é cega e burra.

Afinal, cada um sabe o que faz da sua vida, mas não venham achar que por eu, amigos meus ou meus familiares termos nascido numa certa delimitação demográfica que temos todos que ser exactamente iguais.

Vivianne disse...

Estereótipos e preconceitos estão presentes em qualquer lugar, infelizmente. Os estereotipos relacionados à mulher brasileira parece ser generalizado. Vivo na Espanha e já senti na pele tal estereotipo. Mas não é só isso, tem muita gente que ainda pensa que no Brasil só tem indio e muita pobreza. Muita gente já me perguntou se estou na Espanha pra buscar marido. Por favor! Enfim, estereotipos são sinômimos de "vista estreita", ignorância e burrice!