CouchSurfing - será que funciona?

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Para quem não conhece, existe um site chamado “CouchSurfing”, em português Surfando no Sofá. É um site muito bacana para quem gosta de viajar e não quer gastar dinheiro com hospedagem.

Funciona da seguinte forma, você pode fazer busca por pessoas que morem na cidade para onde vai viajar e solicitar que essa pessoa te hospede na casa dela durante sua viagem.

Eu sei que a ideia parece um pouco “louca” mas o objetivo desse site é criar um mundo mais unido, sofá por sofá. Uma espécie de troca cultural associado com a economia financeira.

Ainda assim te faz uma confusão receber ou ir para a casa de um estranho?

É que para criar um perfil no CouchSurfing você precisa preencher todas as informações solicitadas, inclusive comprovar o seu endereço, precisa de fotos da tua casa, informações sobre transportes, distância dos pontos turísticos e etc.

O mais bacana é que existe uma espécie de referência das experiências vividas, ou seja, quem já foi hospedado ou hospedou alguém tem que deixar uma mensagem contando como foi a experiência e dar uma referência positiva ou negativa. Assim a pessoa vai ficando com credibilidade para ser ou receber os surfers.

E acredite, existe muitas pessoas dispostas a te hospedar. Inclusive eu!

E o melhor é que o site é mundial! Portanto, vocês do Brasil ou Portugal podem criar um perfil e começar a programar a viagem.

Aliás, na quarta-feira (03/06/09), vou receber três americanos na minha casa. Eles estudam em Hamburg na Alemanha e vêm passar três dias aqui. Depois faço outro post contando como foi a experiência!

E estou na busca de um sofá para surfar na viagem a Itália que vou fazer em Agosto! Será que consigo?

Para quem quiser ver o meu perfil no CouchSurfing:

http://www.couchsurfing.org/profile.html?id=8GYQA7F

E você, preparado para toda essa experiência?

1 COMEN TÁRIOS:

rui disse...

Amei este site!!
Estou muito interessado na Australia, mas estão mla poucos que falam Portugues!!
Mas Ainda é cedo para me mudar, ainda tenho o 12º ano para concluir