Jornalismo e putaria

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Após saber, tristemente, que o Supremo Tribunal Federal do Brasil derrubou a obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo (para saber mais clique aqui), eu estava na internet abatido, desmotivado e sem vontade de cantar uma bela canção.

Eis que entra no MSN a Gisely, uma ex colega de faculdade do Brasil e que, como eu, abandonou o curso e foi viver em Londres. Começamos a conversar sobre o assunto e num momento de raiva, inconformidade, depressão ou simplesmente lixada com essa história do “não-diploma” ela solta a pérola da noite:

É porque eu queria montar algum negócio dentro do tal jornalismo, mas acho que vou acabar montando um puteiro mesmo"


Momento de reflexão!

3 COMEN TÁRIOS:

Renato Dering disse...

Bem, quem nunca pensou em montar um puteiro alá "Rosa Palmerón"?

=X

Mônica disse...

É uma boa idéia... rs... Eu montaria um motel se tivesse dinheiro (é serio!)

Gisely Meneses Oliveira disse...

To falando que esse negocio de puteiro da mais certo que jornalismo
kk
so vc mesmo neto...nem podemos ter privacidade nos nossos momentos de desabafo
kkk